No dia 10 de dezembro nos encontramos no Bairro da Juventude, Daiane da Silva Martins Tomaz, Rafael Machado, Werther Serralheiro este que vos fala, Rafael Reinehr, e Thais Wachholz, pelo Bairro da Juventude. Conversamos sobre educação, redes, alfabetização, democratização da educação, aprendizagem formal, aprendizagem informal. Falamos de José Pacheco, Escola da Ponte, Barracão, Bairro da Juventude, APonte!, Celeiro de Oficinas, CineAvenida, Coolmeia, Românticos Conspiradores, sempre regados a um ótimo cafezinho e biscoitos trazidos pelas tias da cozinha Lucia e Iraci.

Não é em palavras que se resume os estímulos que todos recebemos durante o encontro e não é em uma ata que se irá transmitir a emoção que rolou no encontro. Fica uma dica: se ouvir falar de encontro para discutir Educação Democrática e Libertária na região de Araranguá e Criciúma e, junto com este evento houver a palavra APonte! – Rede de Educadores Livres, não deixe passar.

Um Cineclube é um associação que reúne apreciadores de cinema para fins de estudo e debates e para exibição de filmes selecionados, e possuí como princípios básicos:

  • O cineclube não tem fins lucrativos;
  • O cineclube tem uma estrutura democrática;
  • O cineclube tem um compromisso cultural ou ético.

A rede APonte! está apoiando o CineAvenida – o Cineclube de Araranguá, movimento que há alguns meses têm inspirado algumas pessoas simpatizantes do cineclubismo a articular a criação de um clube em Araranguá. Como momento inicial deste movimento, um primeiro encontro vai ser realizado esta semana. Segue abaixo os detalhes deste encontro:

Dia: 21 de Outubro de 2010
Hora: A partir das 19:30h
Local: Campus do IF-SC
(antigo CEFET-SC, ao final da Av. XV de Novembro)

Direção: Richard Linklater
Elenco: Keanu Reeves, Winona Ryder, Mitch Baker, Melody Chase, Dameon Clarke, Rory Cochrane, Jack Cruz, Jason Douglas, Robert Downey Jr., Woody Harrelson, Heather Kafka, Marco Perella, Steven Prince.

a-scanner-darkly-2006

Sinopse: Num futuro próximo, a guerra do governo norteamericano contra as drogas se juntou à guerra ao terror. Numa sociedade cada vez mais policiada, foi desenvolvido um novo sistema de disfarce, sob o qual trabalha o policial Bob Arctor. Enquanto investiga seus amigos mais próximos, ele acaba recebendo ordens para investigar sua própria vida e embarca num estranho pesadelo, no qual identidades e lealdade não parecem mais ter um sentido claro.

Baseado em um conto de Philip K. Dick, o filme utiliza a mesma técnica de animação sobre cenas filmadas (rotoscopia digital) que o diretor Richard Linklater havia usado em Waking Life (2001) .

a_scanner_darkly__28keanu_reeves_network_29_096

O CineAvenida, assim como a rede APonte! faz parte da Coolméia no seu próprio favo (link).

Agora a rede APonte! tem seu Twitter.

http://twitter.com/APonte__

Sigam para receberem as notícias da rede.

APonte! – Rede de Educadores Livres está organizando uma Arena em Araranguá para discutir A Sociedade em Rede e a Educação.

Seguem abaixo a programação do Hub Vivo, em São Paulo e de nossa Arena em Araranguá:

Sociedade em Rede e a Educação

Sociedade em Rede e a Educação

14 de Setembro
Programação HUB VIVO

09h – Abertura com Roberto Lima (Presidente da Vivo)
09h15 – Apresentação dos objetivos do 2º Seminário com Augusto de Franco
09h30 – Conectivismo: uma nova teoria de aprendizagem em rede
O conectivismo é uma teoria da aprendizagem mais adequada à sociedade em rede? Por que? O que diferencia o conectivismo das demais teorias da aprendizagem que têm servido de base para experiências educativas? Qual o “estado da arte” do desenvolvimento da teoria conectivista da aprendizagem?

George Siemens, Stephen Downes, Carolina Rossini (videoconferência), e Diego Ernesto Leal
Comentaristas: Barbara (Bee) Dieu e Nilton Lessa

10h30 – Café

11h – Conversa com o público sobre Conectivismo

12h30 – Almoço

Programação HUB VIVO 2 (Área de Conversações)

14h30 – Conversação livre para a construção de Idéias Inovadoras em Educação para uma Sociedade em Rede com Papagallis
18h – Encerramento

Programação das ARENAS

14h30 – Programação construída pelos membros inscritos nas Arenas em cada localidade.
Construção coletiva de um projeto inovador de educação (aprendizagem em rede)
18h – Encerramento

15 de Setembro
Programação HUB VIVO

09h – Educação na Sociedade em Rede (Releitura de Ivan Illich e a Sociedade Desescolarizada 40 anos depois)
Se Illich estivesse vivo hoje o que ele manteria ou acrescentaria e o que retiraria do que escreveu em 1970? Existem exemplos de aplicação de suas idéias? Como essas idéias poderiam ser reapresentadas ou reelaboradas em 2010?
Gil Giardelli, Rafael Reinehr e Edilberto Sastre.
Comentarista: Luiz de Campos Jr.
10h30 – Café
11h – Conversa com o público sobre a Educação na Sociedade em Rede
12h30 – Almoço
14h30 – FESTIVAL DE IDÉIAS INOVADORAS EM EDUCAÇÃO
Início das apresentações das Idéias Inovadoras
18h – Encerramento

Programação das ARENAS

14h30 – As Arenas podem continuar a com sua própria programação ou construção dos projetos de aprendizagem
18h – Encerramento

16 de Setembro
Programação HUB VIVO

09h – Experiências globais de aprendizagem em rede
A sociedade em rede permite que conexões paritárias sejam melhor desenvolvidas, abrindo novos fluxos de evolução. Uma outra novidade nesse mundo é o papel do Hemisfério Sul no redesenho do novo contexto global.  Como devemos gerar essa conexão com a África do Sul e Índia para trocarmos experiências concretas? Como essa conexão pode nos trazer outras possibilidades expansivas? O que devemos compartilhar? O que devemos desaprender? O que devemos re-aprender? Qual o nosso papel no processo de aprendizagem do mundo? Como o telefone celular tem ajudado o processo de aprendizagem?
Sanghamitra Iyengar (Samraksha – Índia) e Wiseman Jack (CIDA – África do Sul)
Comentarista: Reinaldo Pamponet (Eletrocooperativa)
10h30 – Café
11h – Comunidades de Aprendizagem em Rede (Communityschooling)
Educação comunitária é aprendizagem comunitária ou ensino comunitário? O que são comunidades de aprendizagem hoje? Quais os exemplos que podem ser evocados? Communityschooling é unschooling? Qual o futuro do communityschooling?
Jay Cross e Paul Pangaro
Comentaristas: Luiz Algarra e Volney Faustini
12h30 – Almoço
14h30 – Como as pessoas aprendem em casa (Homeschooling).
Homeschooling é ensino em casa ou aprendizagem em casa? É uma forma de autodidatismo ou de comum-didatismo (na linha do unschooling) ou continua sendo uma forma de heterodidatismo? Os pais fazem as vezes do professores? O que muda então em relação ao ensino (escolar)? Quais exemplos de homeschooling podem ser evocados. Qual o futuro do homeschooling no Brasil (onde não é permitido) e no mundo?
Cleber Nunes, Samantha Hoffmann Shiraishi (Blog A Vida Como A Vida Quer Ser), Claudio Ferraz Nunes e Luiz Carlos Faria da Silva.
16h – Café
16h30 – Mega-Aquário em Plenário: Sistemas Sócio-Educativos – Comunidades de Aprendizagem em Rede

Augusto de Franco, Nilton Lessa, Luiz de Campos Jr., Luiz Algarra e Luis Fernando Guggenberger
18h – Encerramento

APonte!
Rede de Educadores Livres – Religando Saberes

“Quando os pés atravessaram a ponte, seus olhos já estavam lá;
antes de seus pés atravessarem a ponte, seus olhos a construiram!”

Como verbo transitivo, apontar significa indicar, mostrar, direcionando parte de ou todo um objeto para algo que se quer chamar atenção ou para onde se deseja seguir. A pretensão do grupo é dar significado ao seu fazer, dando sentido à sua ação. Fazer algo sabendo onde se quer chegar dá significado a este algo, constrói fundamento, cria comprometimento. O verbo tem outro significado, o de fazer ponta, criar extremidade aguda, penetrante. O que queremos é criar massa crítica que possa dar sentido ao projeto de evolução cultural e educacional da nossa comunidade.

Como verbo intransitivo, apontar significa surgir, aparecer. O sol apontou no horizonte. Estamos apontando num processo contínuo, agudo e diretivo. O verbo no imperativo dá sentido de ação. O ponto de exclamação reforça esta ação: Isto, é com você mesmo! Não fique aí parado! Aponte!

Num jogo interessante de palavras, o verbo nesta inflexão remete ao projeto que nos inspira, da Escola da Ponte. Para deixar claro a inspiração, temos a letra P em caixa alta.